A partir de
€ 14
A partir de
€ 14

Centro Pompidou

A partir de
€ 14

O Centro Pompidou (Beaubourg) é uma obra-prima da arquitetura do século XX, situado no animado e moderno bairro de Marais, a alguns minutos da Torre de Saint Jacques, do Hotel de Ville e da Catedral de Notre-Dame de Paris. A sua coleção de arte moderna e contemporânea é a maior da Europa, e as suas exposições temporárias atraem visitantes de todo o mundo.

Os seus bilhetes sem fila, válidos durante todo o dia, permitem disfrutar deste monumento, único no mundo, com toda a tranquilidade, chegando rapidamente às coleções permanentes do Museu Nacional de Arte Moderna e a todas as exposições temporárias disponíveis.

Reserva

Bilhetes Centro Pompidou

Bilhete para o Centro Pompidou - Acesso Sem Fila

  • Bilhetes válidos por um ano após a data de compra
  • Acesso à maior coleção de arte moderna e contemporânea da Europa
  • Acesso a exposições temporárias
Ganhe tempo com os bilhetes sem fila!
€ 14
Esgotado

Ofertas Combinadas

Bilhetes Centro Pompidou / Bateaux-Mouches

Economize € 7,50
  • Bilhete para o Centro Pompidou - Acesso Sem Fila
  • Passeio nos Bateaux-Mouches (1h15)

Nota: Os bilhetes estão separados, não é imperativo usá-los no mesmo dia.

€ 20 € 27,50
Esgotado

Bilhetes Centro Pompidou / Museu Picasso

Economize € 1
  • Bilhete para o Centro Pompidou - Acesso Sem Fila
  • Bilhete para o Museu Picasso - Acesso Sem Fila

Nota: Os bilhetes estão separados, não é imperativo usá-los no mesmo dia.

€ 25,50 € 26,50
Esgotado

Bilhetes Centro Pompidou / Torre Montparnasse

Economize € 4
  • Bilhete para o Centro Pompidou - Acesso Sem Fila
  • Bilhete para a Torre Montparnasse

Nota: Os bilhetes estão separados, não é imperativo usá-los no mesmo dia.

€ 25 € 29
Esgotado
Estamos procurando disponibilidade ...
Total: -
Reserva

Informações úteis


Horários do Centro Pompidou
Todos os dias exceto Terças-feiras

Das 11h às 21h

Quinta-feira

Até às 23h (só para as exposições temporárias do nível 6

Atenção: último acesso 1 hora antes do encerramento.

Grátis Para:

  • Menores de 18 anos (só em família; grupos escolares não incluídos)
  • 18-25 anos (nacionalidade de um país da UE, e visitantes de fora da Europa mas já residindo regularmente em França)
  • Pessoas com deficiência, e seu acompanhante
  • Desempregado, com certificado com menos de 6 meses

Vestiário e Bagagem
O vestiário está aberto das 11h às 21h50 e acessível no nível 0. É gratuito para pessoas com bilhete de entrada para o Centro Pompidou.

Os seguintes objetos devem ser deixados no vestiário antes de ir até às coleções permanentes do museu e às exposições temporárias:

  • malas
  • mochilas
  • guarda-chuvas
  • porta-bebés
  • capacetes
  • bagagem (máximo: 35 cm de comprimento, 15 cm de largura, 30 cm de profundidade)
  • tripés ou "flash" de câmeras ou aparelhos fotográficos
  • selfie sticks.

Atenção: o acesso ao Centro Pompidou é proibido aos visitantes que transportem bagagem de grande volume. Este tipo de bagagem não pode ser aceite no vestiário. Existem carrinhos de bebé e cadeiras de rodas à sua disposição no vestiário, sujeitos à disponibilidade.

As Coleções Permanentes

O Museu Nacional de Arte Moderna apresenta uma vasta coleção de artistas e de criadores, cobrindo o período entre 1905 e 1965. O percurso propõe uma progressão cronológica das obras e dos diferentes movimentos que marcaram as primeiras seis décadas do século XX (fauvismo, cubismo, surrealismo, abstração lírica e abstração geométrica).

Evidentemente, encontrará os ícones da arte moderna, como Giorgio de Chirico, René Magritte, Piet Mondrian, Jackson Pollock, Andy Warhol, Lucio Fontana, Yves Klein, mas também Henri Matisse, Pierre Bonnard, Robert Delaunay, Georges Braque, Fernand Léger, Vassily Kandinsky, František Kupka, André Breton, Alberto Giacometti, Jean Dubuffet ou Pablo Picasso.

O museu não apresenta apenas quadros e esculturas mas mostra igualmente a riqueza da criação industrial e do design da primeira metade do século XX.

O Centro George Pompidou em algumas palavras

O Centro George Pompidou recebe, por dia, mais de 25000 visitantes, que fazem dele um dos três monumentos mais visitados de Paris, junto com a Torre Eiffel e o Museu do Louvre.

É um edifício dedicado ao ensino público, à arte e à criação contemporânea. Logo que George Pompidou sucedeu a Charles de Gaulle na presidência da República francesa em 1969, uma das suas primeiras decisões foi dotar a capital de um estabelecimento cultural único, reunindo um museu nacional de arte moderna, uma biblioteca pública, um centro de design e um instituto para a música contemporânea. O "plateau" Beaubourg, um vazio urbano de 18000 metros quadrados, criado em 1930 pela destruição de um ilhéu insalubre, e transformado num espaço selvagem, foi o escolhido para este enorme projeto.

Foi lançado um concurso internacional com um júri de personalidades ilustres, que incluiu Jean Prouvé, Philip Johnson e o célebre arquiteto brasileiro Oscar Niemeyer. Entre os 680 projetos apresentados, foi escolhido o número 493. A ideia previa ocupar apenas metade do espaço disponível, para permitir a construção de um adro, à italiana. O projecto foi pensado por dois jovens arquitetos absolutamente desconhecidos do grande público: um inglês, Richard Rogers, e um italiano, Renzo Piano, que o enviaram quase como uma piada, sem acreditarem nem por um momento nas suas "chances" de serem escolhidos. Todavia, foi da sua imaginação fértil que saiu, alguns anos mais tarde, um monumento inspirado nas plataformas petrolíferas e nas bandas desenhadas (quadrinhos) de ficção científica, uma arquitetura flexível, portátil e leve.

Ambos viriam a vencer o Prémio Pritzker de Arquitetura: Piano em 1998 em Rogers em 2007. A atribuição a Rogers foi baseada na influência que o Centro Pompidou teve na arquitetura mundial, e coincidiu com o 30º aniversário da sua inauguração.

A estrutura do centro George Pompidou é bem simples, mas os arquitetos vestiram-na de forma desconcertante. No exterior, estão "suspensas" todas as funções complexas que estão, habitualmente, no interior: os espaços de circulação, a grande escada mecânica que se eleva como se fosse uma atração de feira; o monta-cargas, os sistemas de climatização, a instalação elétrica. Tudo é mostrado, com alegria e cor: o azul para a água, o verde para o ar, o amarelo para a eletricidade, o vermelho para as circulações; a recuperação de água é feita em cogumelos brancos gigantes. O resto do edifício é completamente vazio e permite imaginar o edifício como se fosse uma gigantesca exposição temporária, que oferece a liberdade de inventar, permanentemente, novas configurações do espaço.

O Centro Pompidou está decididamente voltado para a cidade, da qual se tornou um marco. Ele ultrapassa os imóveis que o rodeiam quase em dobro, sendo um verdadeiro monumento de Paris. O seu adro é um lugar de urbanidade; a sua inclinação suave convida os visitantes a entrar no edifício com doçura. É difícil dizer que é belo, mas o Centro Pompidou está acordado e bem vivo, esperando a sua visita!

Mapa

Endereço
Place Georges-Pompidou
75004 Paris
Estacionamento
Sebastopol, 39 Boulevard de Sébastopol - 75001 Paris
Rivoli - Sebastopol, 1 Rue Pernelle - 75004 Paris
Transporte
11Rambuteau
ABChâtelet-Les Halles
DChatelet les Halles
75473829Centre Georges Pompidou
47Les Halles - Centre Georges Pompidou

Orçamento de Grupo

Está a organizar um evento para um grupo de mais de 10 pessoas?

Para uma privatização, seminário, festa entre amigos… envie-nos seu pedido de orçamento detalhado. Um expert de Come to Paris enviar-lhe-á uma resposta personalizada em no máximo 2 dias.
Sua sessão expirou, um redirecionamento para a página principal de Come to Paris será efetuado.